SP - (11) 3124-2400

Santos - (13) 3226-3626

Dólar - $5.4254
Euro - $5.809

EnglishPortugueseSpanish

SP - (11) 3124-2400

Santos - (13) 3226-3626

Dólar - $5.4254
Euro - $5.809

SP - (11) 3124-2400

Santos - (13) 3226-3626

Dólar - $5.4254
Euro - $5.809

EnglishPortugueseSpanish
O Sistema SISCOSERV foi desativado a partir de 11/07/2020 por determinação do Ministério da Economia.

O Sistema SISCOSERV foi desativado a partir de 11/07/2020 por determinação do Ministério da Economia.

  • Home
  • Notícias
  • Sem categoria
  • O Sistema SISCOSERV foi desativado a partir de 11/07/2020 por determinação do Ministério da Economia.

Esclarecimentos adicionais poderão ser obtidos por intermédio dos endereços abaixo:

Este “redirecionamento” para quem acompanha o assunto, não é novidade, já em vários encontros com o poder público desde 2019 que temos acompanhado, se fala sobre esta migração de plataforma, o objetivo é fazer com que o sistema seja rastreável e possa ser vinculado com outras plataformas para cruze dos dados, dando a garantia para os órgãos Governamentais quanto a veracidade das informações e rastreabilidade dos tributos.

Lembrando que o sistema foi desenvolvido e concebido pela Receita Federal e pelo Min do Desenvolvimento e Comércio Internacional, atualmente todos no Ministério da Economia.

Cada qual tem seu interesse nos dados do SISCOSERV. O MDIC para desenvolvimento de acordos bilaterais com outros países de forma a aumentar a participação do Brasil no Comércio Internacional de Serviços, infelizmente o Brasil ainda tem uma participação muito pequena neste cenário, e a Receita Federal tem como foco principal a tributação e evasão de divisas, portanto nada mais natural que eles façam o cruze das informações processadas no SISCOSERV.”>https://sistema.ouvidorias.gov.br/publico/Manifestacao/SelecionarTipoManifestacao.aspx?ReturnUrl=%2f

O futuro do SISCOSERV – O porquê do desligamento e o que esperar daqui para frente!

o sistema não foi extinto, foi apenas desativado para redirecionamento de recursos do Governo Federal.

Este “redirecionamento” para quem acompanha o assunto, não é novidade, já em vários encontros com o poder público desde 2019 que temos acompanhado, se fala sobre esta migração de plataforma, o objetivo é fazer com que o sistema seja rastreável e possa ser vinculado com outras plataformas para cruze dos dados, dando a garantia para os órgãos Governamentais quanto a veracidade das informações e rastreabilidade dos tributos.

Lembrando que o sistema foi desenvolvido e concebido pela Receita Federal e pelo Min do Desenvolvimento e Comércio Internacional, atualmente todos no Ministério da Economia.

Cada qual tem seu interesse nos dados do SISCOSERV. O MDIC para desenvolvimento de acordos bilaterais com outros países de forma a aumentar a participação do Brasil no Comércio Internacional de Serviços, infelizmente o Brasil ainda tem uma participação muito pequena neste cenário, e a Receita Federal tem como foco principal a tributação e evasão de divisas, portanto nada mais natural que eles façam o cruze das informações processadas no SISCOSERV.